Publicações de Sebastião Nery

DEMOCRACIA SE FAZ ASSIM

  PARIS – No dia 21 de setembro de 1980, uma delegação dos quatro partidos da oposição no Brasil (Ulysses Guimaraes, MDB, José Aparecido de Oliveira, PP, Jacob Bittar, PT e Sebastião Nery, PDT) foi recebida em Bonn, na Alemanha, pelo Chanceler alemão Helmut Schmidt, para uma visita de duas semana a convite do SPD, o partido da Social Democracia Alemã, no governo. Viajamos muito, conversamos muito, aprendemos muito. O

OS MORCEGOS E O VOTO

  PARIS – A fábula do escritor francês Jean de La Fontaine deu-nos a lição sobre os morcegos voadores: – “Vejam as minhas asas. Eu sou um pássaro. Mas também sou um camundongo. Vivam os ratos.” O brilhante professor paranaense Hélio Duque lembra-se de La Fontaine para chamar a atenção da política brasileira. Os valores, convicções e princípios estão sendo substituídos pelo caixa dois, pelo Fundo Partidário e pelo Financiamento

LAVA JATO A LIÇÃO DO BRASIL

  MILÃO – Cheguei a Roma em janeiro de 1991, há 26 anos, como Adido Cultural do Brasil, e logo me vi escrevendo sobre a “Operação Mãos Limpas”, que nasceu exatamente em um Instituto Educacional Municipal aqui de Milão. Os jornalistas brasileiros me perguntavam o que era aquilo. Aprendi, com os colegas italianos, que era um bruto escândalo nascido nas entranhas do Partido Socialista italiano e espraiado para o Partido

A DIREITA EUROPEIA

ROMA – Desde quando a grande imprensa brasileira e a latino americana pararam de viver a custa da Guerra Fria, os Estados Unidos deixaram de ser o bicho papão. Donald Trump passou horas com a Chancelar Angela Merkel e não devorou a Chapeuzinho Vermelho da Alemanha. Nem a OTAN explodiu, nem o Serviço Secreto dos Estados Unidos puseram fogo no mundo. Agora os tarados militaristas que estão sempre tentando buscar

BOBBIO ERA UM SÁBIO

ROMA – Tinha nome de nuvem e era um sábio. Norberto Bobbio foi o mais notável pensador político e social aqui da Itália no século passado. Estudava sua terra e sua gente com a profundeza dos sábios. – “Deixo para os fanáticos, aqueles que desejam a catástrofe, e para os insensatos, aqueles que pensam que no fim tudo se acomoda, o prazer de serem otimistas. O pessimismo é um dever

JANGO E BRIZOLA

  ROMA – Ontem, no voo Rio-Roma, li um livro imperdível. Até surpreendente, pela idade do autor. Todo brasileiro deve ler, pois preenche um pedaço fundamental da historia do pais. E foi escrito com honra, alma e verdade. A partir de agora ninguém mais poderá falar sobre o golpe militar de 1964 sem ler e citar “JANGO E EU- Memórias de um Exílio Sem Volta”, de João Vicente Goulart, filho

A SAUDE DOENTE

RIO – Um terço da população não é capaz de ler e compreender um texto mais elaborado. Segundo o Inaf (Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional), em pesquisa nacional, só 26% do povo brasileiro é plenamente alfabetizado. Mesmo entre os com curso superior, encontram dificuldades de entender nas suas mais diversas áreas do conhecimento, em setores profissionais fundamentais para o desenvolvimento. E o mais dramático é que o Brasil investe em

O BOM E OS MAUS LADRÕES

RIO – Do alto do púlpito da Igreja da Misericórdia, em Lisboa, em 1655, desafiando a Inquisição, o Padre Antonio Vieira, o mais valente dos pregadores, desafiou o poderoso Império Português e seus maus ladrões: – “Navegava Alexandre Magno em sua poderosa armada pelo Mar Eritreu a conquistar a Índia, e como fosse trazido à sua presença um pirata que por ali andava roubando os pescadores, repreendeu-o muito Alexandre de

A PRINCESA ISABEL DE NOVO

  RIO – A Princesa Isabel era baixinha, feinha, mas de olhos azuis e nomes lindos : – “Isabel Cristina Leopoldina Augusta Michaela Gabriela Rafaela Gonzaga.” E no dia 13 de maio virou “A Redentora” porque assinou a Lei 3353, a Lei Aurea, da Emancipação dos Escravos”. O Brasil tornou-se o ultimo pais do continente americano a abolir a escravidão.     Era um avanço mas um brutal equivoco. Os negros ganharam

LULA NÃO QUERIA O PT

RIO – O PT não nasceu em São Bernardo. São Paulo. Nasceu em Criciúma, Santa Catarina. Eu vi. Estava lá. Em 1978, Walmor de Luca, combatente líder estudantil de esquerda, deputado federal catarinense de 1974 no levante eleitoral do MDB, realizou um Seminário Trabalhista nacional com os grupos políticos que se organizavam contra a ditadura lutando pela anistia e por eleições diretas. Lá estavam destacadas lideranças sindicais da oposição, como